4 de jun de 2010

Ser sem par

A lua me namora

A rua me adora

Quando o mundo me devora

NÃO RESISTO!

Insisto em ser este ser sem par

Nenhum comentário:

Postar um comentário