5 de ago de 2010

Fecha a porta

O que ficou pra trás já não importa.

Baixa a cortina.
Não quero ninguém lá fora!

Se fecho os olhos, não há ninguém
O que não vejo não tem memória...

Puxa a coberta.
Nenhum pedaço de carne fria me consola.

Apaga a luz.
Se eu dormir, você me acorda.

- Lá fora? Vigiam os cães.

Nenhum comentário:

Postar um comentário